Instituto Orbis luta pela preservação do meio ambiente desde 2005

O Instituto Orbis comemorou 15 anos em 2020. Foto: Divulgação

Fundado no ano de 2005, em Caxias do Sul, o Instituto Orbis de Proteção e Conservação da Natureza é uma Organização Não Governamental (ONG) que atua em defesa do meio ambiente e da proteção dos patrimônios culturais. Em 2006, conseguiu a qualificação de Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) junto ao Ministério da Justiça.

Os principais objetivos da instituição são reunir todos que se interessam pelas ciências da Natureza, promover pesquisas em todos os níveis e campos para a proteção e a conservação do meio ambiente, defender o patrimônio natural e cultural da nação, além de focar na educação ambiental.

Gabriel Simioni, presidente e fundador do Instituto Orbis, conta que a iniciativa procura desenvolver atividades em todo o território nacional. “O Instituto foi fundando em Caxias do Sul. Porém, no estatuto da instituição deixamos claro que nosso objetivo é desenvolver atividades em todo o território nacional. Contudo, até o momento, realizamos ações principalmente na região serrana do Rio Grande do Sul”, comenta.

Sobre elas, ele explica que são dois os focos principais do Orbis. “O Instituto Orbis trabalha principalmente seguindo duas linhas de atividades: a Educação Ambiental e a Pesquisa Científica da Ecologia. Cada projeto que realizamos possui ações e atividades específicas. Um exemplo disso são os plantios de mudas de árvores nativas, encontros para falar sobre preservação ambiental e participações em palestras e seminários para discorrer sobre o tema. Nosso trabalho é voltado para todos os tipos de público”, salienta.

Instituto Orbis
Foto: Instituto Orbis

Gabriel conta sobre o que o motivou a fundar o Instituto. “Sempre fui apaixonado, deslumbrado, encantado e curioso com a natureza. Ter fundando o Orbis foi uma consequência do aprendizado no curso de Ciências Biológicas, da relação com os amigos, colegas, professores e tantas outras pessoas ligadas a área ambiental que fui conhecendo”, enfatiza.

Por fim, Simioni diz que preservar a natureza é essencial para não pagarmos um preço alto por este descaso futuramente. “O ser humano sempre foi um animal, como todos os outros, que precisa utilizar os recursos da natureza para sobreviver. Essa utilização, no entanto, começa a ficar cada vez menos sustentável e percebe-se que as pessoas parecem não sentir-se mais parte dela (natureza). Se por um lado vivemos de maneira mais confortável do que antigamente, por outro pagamos um alto preço pelo descaso com o meio ambiente. Assim, precisamos parar de viver de maneira imediatista, onde queremos cada vez mais e para logo, não respeitando o planeta. Dessa forma, deixaremos um mundo melhor para as gerações futuras”, conclui.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

<span>%d</span> blogueiros gostam disto: